Texto por Leonardo “Deadpool” Machado

Após a  já tradicional pausa no meio do segundo split para realizar o Rift Rivals, o CBLOL volta a todo vapor para essa 5ª Semana com séries muito interessantes e que vão começar a definir o formato final da classificação desse split.

Partidas de Domingo:

INTZ 2 X 1 PROGAMING

Jogo 1 

Foto Reprodução: Riot Games BR

Depois da pausa as duas equipes que viviam momentos bem distintos tentavam se reafirmar e mostrar o que almejavam nesse split. De certo havia sim alguma poeira para tirar, até porque ate o patch havia mudado e esse era o momento de mostrar qual leitura havia sido melhor desse novo cenário.

A primeira surpresa da INTZ veio logo cedo com anuncio de que um de seus principais jogadores, o adc Absolut não seria titular e que Mills (jogador que já foi reserva no split que a PRG subiu do desafiante pro CBLOL) entraria em seu lugar. Nada muito surpreendente visto que muitas equipes estavam abrindo mão de seus jogadores da rota por conta desse meta um tanto quanto diferente.

A PRG montou um draft com escolhas bastante duvidosas já que mesmo sendo conhecido por ter um ótimo Gankplank, o top laner Skybart deveria estar ciente que o campeão não está no seu melhor momento no cenário competitivo, e foi exatamente isso que foi visto em muitos momentos nesse duelo.O jogador sofria para encarar o matchup contra o Urgot de Tay. Em contra-partida a INTZ montava um draft com o já visto no sábado: Kartus nas mãos de Mills que tinha a obrigação apenas de farmar enquanto a Zoe de Envy segurava qualquer tipo de investida por parte da PRG.

E foi exatamente isso que aconteceu. Minerva que havia pickado um Nocturne deveria ter acelerado o jogo, mai estava com muito medo dos vários cronômetros espalhados pelo mapa, o que atrapalhou toda estrategia da PRG que via o tempo passar e o campeão perder cada vez mais sua utilidade.
Enquanto isso a INTZ apenas farmava e ganhava tempo para seu Kartus chegar ao ponto de apertar um R e mandar todos inimigos para base.
Estava claro a PRG não sabia como lidar com ele.

Daí em diante foi só lutar e forçar para levar objetivos, pois a PRG tinha dois campeões “inúteis”, já que Nocturne e GP não mostravam nada e só viam o dano da Zoe e do Urgot entrar enquanto Kartus finalizava qualquer esperança de luta.
Resultado 1 a 0 INTZ, e parece que a sina com a pausa do CBLOL estava realmente à espreita da equipe da PRG.

Jogo 2.

Foto Reprodução: Riot Games BR

A estratégia das duas equipes era muito simples e clara.
Enquanto a INTZ esperava de todos os jeitos possíveis habilitar seu Yasuo, a PRG esperava jogar no splitpush da Camille do Skybart (estratégia já conhecida da equipe que costumar forçar muito a lane) e torcer para que a Zoe do agora titular Vert conseguisse aguentar e segurar o tempo que fosse preciso para a equipe crescer.

E a estratégia da PRG foi mais eficaz, pelo menos na hora que importava, já que a INTZ começou com um bom rítmo forçando as rotas e focando o Macro, se assemelhando aos bons tempos de Peter. Mas enquanto mantinha boas decisões para levar objetivos, tomavam decisões bastante contestáveis nas lutas que escolhiam, e isso foi o grande diferencial para a PRG conseguir uma grande vantagem.
Essa vantagem se alargava enquanto a PRG obrigava a INTZ itemizar para parar o Skarner do Minerva e isso custava muito ouro e tempo que eles não tinham.

Mesmo com um Yasuo que chegou em um bom ponto luta, o snowball da PRG já havia acontecido.
Camille já estava imparável e exigia que ao menos 3 jogadores se deslocassem de suas posições para pará-la.
Enquanto isso outros pontos do mapa iam caindo,e após uma ótimaa luta no barão, foi simples dar GG já que a Camille levava a base inteira com uma Poppy tentando sem sucesso pará-la.O buff foi só a cereja do bolo da estrategia e nó tático demonstrado pela PRG.

Jogo 3

Foto Reprodução: Riot Games BR

Após duas partidas unilaterais por parte de seus vencedores ninguém queria perder. E era exatamente isso que se mostrava após o draft, campeões com power spike muito fortes e tanks imparáveis se bem “feedados”. Era simples e claro o plano de jogo das duas equipes.
Enquanto a INTZ queria tempo para seu Swain e um Trundle surpresa que foi parar no top crescerem, a PRG queria o mesmo tempo para que sua Irélia ficasse forte enquanto Dr.Mundo e Vlad não deixassem ninguém chegar perto do seu time.

E foi a estratégia da PRG que se mostrou mais eficaz, pelo menos no early game.
A INTZ procurava desesperadamente e de todas as formas ganhar o tempo que precisava, mas exibindo novamente vestígios daquele Macro já conhecido num passado não muito distante da equipe. E foi exatamente isso que foi o ponto de virada da partida. O Trundle conseguiu chegar para o jogo junto com Swain ,abatendo de forma rápida e sem chances de contestação qualquer alvo que sofresse com as bolinhas do sono muito calibradas por parte de Envy.

Daí em diante foi só forçar e quebrar qualquer tentativa de defesa que se formava por parte de um Dr.Mundo muito tank, mas ineficaz perante a falta de dano e tentativas sem muito sucesso de entrar em tentar matar alguém da INTZ, já que nesse ponto de jogo, sem dano e sem meios de pegar uma Zoe muito bem protegida pelo Alistar de Redbert , era praticamente impossível conseguir um abate sequer. O rei dos trolls conseguiu mostrar que não funciona somente na jungle e deve ser temido aonde quer que esteja.

Resultado final: INTZ não é nem sombra da equipe de glórias passadas, mas mostrou um jogo sólido,e  o mais importante: um Tay evoluindo e participativo quando solicitado, demostrando que está evoluindo e pode ser uma peça fundamental numa possível arrancada para a escalada desse segundo split. Em contra partida a PRG sofre com o mal de outras épocas mostrando uma gameplay muito fraca após a pausa na temporada, e com decisões bem contestáveis, tanto de jogadas, quanto de picks.
Seria interessante acender uma luz amarela antes que as coisas fiquem mais feias.

Quer conferir mais noticias e informações de tudo que rola no mundo do League of Legends?
É só clicar aqui e conferir nossa sessão voltada inteira e exclusivamente a esse amado joguinho.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner