ALERTA DE SPOILERS. Um anime que vários acompanham por anos? Um deles é Pokémon. Quem sempre acompanhou as aventuras de Ash, se perguntava quando ele seria campeão de uma liga. Bom, a espera acabou. ALERTA DE SPOILERS

Pokémon, Pocket Monster ou apenas monstrinhos que soltam poderes. Seja lá como você chama, chamava estes simpáticos (alguns nem tão simpáticos) seres de outro mundo, certamente já ouviu falar de ao menos um deles.

Fugindo levemente da temática do site, dessa vez iremos falar sobre a animação japonesa. Animação essa, que chegou a rivalizar com Digimon na TV aberta brasileira.
O anime estreou no Japão em 1997 e, dois anos depois, desembarcava em terras tupiniquins.

Enquanto cada jogo traz um protagonista, a animação se propôs em trazer Ash Ketchum (Satoshi em japonês, em uma homenagem ao criador dos jogos) como protagonista.
Com um enredo “similar” aos jogos, Pokémon traz Ash em busca de se tornar um Mestre Pokémon.

Diferencialmente dos jogos, a Liga Pokémon é um campeonato como seria o campeonato de Artes Marciais de Dragon Ball.
Sendo assim, ganhar a liga é uma das glórias máximas que um treinador pode ter.

Para quem acompanha o anime, sabe da dificuldade do protagonista em se sair bem na Liga Pokémon de cada região.
Mostrando ser uma animação um pouco diferente do gênero, Ash não é um protagonista que se destaca por suas vitórias épicas nas competições.

Liga de Kanto

Em sua região natal, Kanto, Satoshi era bastante inexperiente e tinha alguns problemas de relações com alguns dos seus monstrinhos. Porém, seu desempenho até que não foi de todo mal.
Ele conseguiu terminar entre os 16 melhores do torneio.

Antes de viajar para a segunda região, ele participou de um campeonato não oficial nomeado de Liga Laranja.
Realizado nas Ilhas Laranja, o campeonato tem um formato mais parecido com o confronto da Elite 4 (dos jogos) do que com as ligas.

Ash obtinha ali seu primeiro título. Porém, como não é oficial, ele ainda seguia sem vitória numa competição grande.

Liga de Jhoto

Já em Jhoto, a segunda região, Ash Ketchum se mostra mais experiente, porém ainda segue com um certo problema em evoluir seus Pokémon.
Pela primeira vez ele evoluiu um inicial de planta ao seu estágio final.

Sendo nítido seu desenvolvimento, ele conseguiu progredir até a próxima fase. Ficando entre os 8 melhores, em duas temporadas ele conhecia seu melhor resultado e se mostrava ser um treinador mais maduro.

Liga de Hoenn

A terceira região é Hoenn. Lá ele já estava mais maduro que antigamente e já respeitava mais seus adversários.
Ele ainda segue respeitando os Pokémon de uma maneira ampla, sendo assim o “escolhido” para encarar grandes aventuras com seus amigos monstrinhos.

Trazendo uma novidade, a temporada Ruby e Safira trouxe Ash escolhendo apenas um inicial. Juntamente de seu fiel amigo (Pikachu), ele treinou um Treecko que evoluiu até Sceptile.
Sendo um dos seus monstrinhos mais fortes de todas as regiões, ele o ajudou a conquistar novamente um top 8.

Liga de Sinnoh

Em Sinnoh, quarta geração, Ash montava seu time mais forte até então. Pecando em evoluir seu Gible para Garchomp, ele chegava à semifinal com a ajuda de Infernape.
Conseguindo o seu melhor resultado até então, ele encarou um adversário extremamente poderoso.

Tobias era um treinador bastante diferente do usual. Até a semifinal ele só tinha utilizado o mítico (na época todos achavam que era lendário) Darkrai.
Em sua batalha contra Ash, Tobias e seu Darkrai conseguem derrotar 3 dos 6 Pocket Monster dele.

Lembram do Sceptile? Pois ele retorna em Sinnoh para auxiliar Satoshi. Sceptile tem uma batalha épica contra Darkrai e sai vitorioso. Porém, Tobias lança um Latios e vence Sceptile, Pikachu e Swellow.
Com isso, Tobias se classificava para a final e posteriormente se sagraria campeão.

Liga de Unova

Chegando em Unova, Ash teve um começo de jornada bastante promissor. Entretanto, ele se perdeu em algumas escolhas e fez uma campanha pior do que esperado.

Ele montou um time até equilibrado, porém não conseguiu passar do top 8 ao perder para Cameron e seu Riolu.
Essa derrota é considerada a mais amarga do personagem, visto que seu adversário demonstrava ser mais inexperiente que ele.

Liga de Kalos- Pokémon X

Kalos, a sexta geração. Mecânicas novas, um Ash mais maduro e mais estrategista.
Esta geração vinha com um “tempero” a mais: a mega evolução.

Ele formou um dos times mais fortes até então, talvez perdendo para o de Sinnoh. Seu time contava com um Greninja (que se transformava em Ash Greninja) que era o Pokémon “carro chefe” daquela região.

Dessa vez ele conseguiu seu melhor desempenho até então. Entretanto, os roteiristas não pareciam estar satisfeitos com isso.
Chegando pela primeira vez em uma final, Ash viu seu Greninja perder para um Pokémon do tipo fogo. É inegável a força do Mega Charizard X de Alan, porém a forma como ele ganha foi pouco condizente com o universo Pokémon. Com isso, Alan se sagrou o grande campeão de Kalos.

Muitos se questionaram o porque, mas, tirando o roteiro, Satoshi fez uma campanha excepcional e mostrava que estava próximo de um título.

Liga de Alola- Pokémon Campeão é o Lycanroc

Desembarcamos em Alola, a sétima região. Alola nos trouxe um Ash mais próximo do mostrado na primeira região.
Apesar da maturidade em batalhas, ele muitas vezes foi imaturo no modo de como treinar um Pocket Monster.

Ao longo da jornada ele passa a possuir diversos monstrinhos poderosos. Além dos iniciais de planta e fogo, do “cão regional” e do seu fiel amigo ele teve alguns dos mais poderosos Pokémon.

Ele chegou a ter posse de uma Ultra Beast (Poipole), da qual teve que “abrir mão”. Teve uma amizade com Neeby, que evoluiu para Solgaleo. Mas, seu Poké mais poderoso é o mítico Meltan.

A Liga Alola foi disputada num formato 3×3. Com isso, a vastidão de combinações permitia estratégias variadas numa mesma partida.
Até a Grande Final, Rowllet e Meltan tiveram um grande destaque.

Vendo que seria difícil a Grande Final, Meltan evoluiu para Melmetal. Porém, eles não tinham uma boa sintonia. Isso foi determinante para vitória de Gladion e seu Silvally.
Estava 1-0 e restavam dois Pokémon para Ash.

Ele lançou em campo seu amigão. Pikachu teve bastante dificuldades mas conseguiu derrotar o lendário. Gladion lança seu Zoroark que estava disfarçado de Lycanroc.
Eles travam uma batalha épica, que de tão épica terminou empatada.

Chegou a “hora da verdade”. Lycanroc versus Lycanroc, sendo que o de Ash é Dusk Form e o de Gladion Midnight Form.
O Lycanroc de Gladion dominava a luta, mas (após suportar vários golpes pesados) perdeu para Ash.

Depois de 22 anos ( primeiro dia da transmissão oficial), Ash Ketchum, da cidade de Pallet, finalmente se tornava campeão de uma liga oficial.
Muitos menosprezaram o título, chegando a alegar que, juntamente ao da Liga Laranja, não era um título oficial. Entretanto, a Liga Alola (mesmo não tendo o mesmo “charme” das demais ligas) é sim um torneio oficial. Mas, a jornada para se tornar um Mestre Pokémon parece estar longe de acabar.

Ash recebendo seu primeiro troféu de campeão de uma Liga Pokémon/ Foto Reprodução
Ash recebendo seu primeiro troféu de campeão de uma Liga Pokémon./ Foto Reprodução

No mais, continuem batalhando e seguindo atrás dos seus sonhos. Persistem e perseverem, vocês também serão campeões de uma liga. A “Liga da Vida”.

Para mais notícias sobre eSports, acessem nosso portal.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner