No primeiro dia da semifinal do CBLOL, Pain joga melhor na maioria dos jogos, mas a afobação fez o Flamengo conseguir se reerguer.

Jogo 1- Pain
Cariok da show e leva os tradicionais para a vitória.

Imagem – reprodução Riot Games

Que jogo do Cariok, talvez a melhor partida dele no CBLOL. Ele literalmente deu aula de como carregar uma partida e mostrou a força do Udyr do meta. O Flamengo não teve muito o que fazer, eles tiveram que entregar a maioria dos objetivos tentando dar tempo para o Kassadin crescer, mas isso não foi o suficiente e quando a Pain conseguiu a alma de dragão, não tiveram dificuldades em finalizar a partida.

Jogo 2- Flamengo
Pain afoba e perde chance de vitória

Imagem – reprodução Riot Games

O Flamengo sem duvidas veio melhor para essa partida, mas ainda é cedo para dizer que venceram apenas por mérito próprio. Os jogos estão muito caóticos, com muitos abates e a Pain esta conseguindo se sair bem nesse cenário. Se não fosse a afobação dos tradicionais a partir do terceiro dragão, é difícil dizer que o Fla teria vencido a partida. 

Jogo 3- Pain
Pain mostra superioridade com show de BRTT

Imagem – reprodução Riot Games

Que jogo da Pain, que show de BRTT. A Pain mostra que está sim um nível acima dos rubro-negros. O jogo foi controlado do início ao fim, o FLA até tentou algumas jogadas pelo topo, colocando vantagem no Parang, mas o draft dos tradicionais foi melhor, e dessa vez eles conseguiram usar a vantagem conquistada para conquistar a alma do dragão e embalar para a vitória, ficando um passo da final


Jogo 4- Flamengo
FLA joga melhor o início e vence a partida empatando a série

CBLOL
Imagem – reprodução Riot Games

O FLA realmente conseguiu se superar nessa partida, melhoraram muito o draft e tiveram um ótimo começo de jogo. A Pain em alguns momentos parecia superior na partida, principalmente nas transições de tempo de jogo, mas parece que cometeram o mesmo erro da LOUD de apostarem demais na jinx durante o draft. Também pareceu que os tradicionais voltaram se afobar em certas situações, enquanto o FLA apenas aproveitava esses espaços para crescer na partida. Com isso a série fica empatada e em aberto.

Jogo 5- Pain
Pain domina a partida e vai para a final

Imagem – reprodução Riot Games

Que partida boa da Pain. No início foi uma partida bem complicada para os dois lados, por um tempo o Flamengo inclusive teve vantagem de ouro, mas os tradicionais deram um show na transição para o meio de jogo, souberam anular o topo adversário, ao mesmo tempo que mantiveram o BRTT em vantagem durante a o decorrer da partida. Sem duvidas a Pain vem forte para a final, dando vontade de assistir seus jogos.

Entrevista BRTT: Durante a série, a impressão que passou foi de que a Pain era superior nas partidas mas a afobação fazia vocês perderem o ritmo e entregarem a vantagem. O que aconteceu nos jogos e o que vocês precisam melhorar para a final?

R: “Faltou calma eu diria, você usou uma palavra que eu usei umas duas vezes depois dos jogos, que tava tendo muita afobação mesmo, nas horas de team fight e objetivo, sendo que somos muito bons nisso. Focamos muito nisso nas últimas semanas, é aquela coisa, playoff é playoff, os nervos na flor da pele, muitas vezes o time não joga o que está jogando ali naquele momento, foi muita afobação, talvez um pouco de nervosismo ou querer finalizar o jogo muito rápido. As vezes por sabermos que estávamos superiores a eles isso influenciou bastante. Creio que perdemos os dois jogos por causa disso.
Acho que se tem uma coisa que eu iria falar que precisamos melhorar é essa questão de controlar mais as situações, estávamos tendo bons early games muito fortes, estávamos controlando o jogo muito bem, mas em certos momentos a gente tava tendo apagão ou tomando decisões sem pensar nas consequências, muito impulsivas, então seriam coisas pra gente melhorar e não cometer na final esses erros.”

O CBLOL retorna amanha e você confere a cobertura completa aqui no UAILISTAR.

Siga nossas redes sociais

Comentar via Facebook