No primeiro dia da sexta semana do CBLOL, Loud vira jogo improvável, Pain vence jogo importante e Fla perde invencibilidade.

Jogo 1: LLL x FUR

Em jogo caótico, Loud vira a partida e vence

Imagem – reprodução Riot Games

Que jogo pegado! Pela maior parte da partida realmente parecia que a Furia iria vencer e engatar sua primeira sequência de vitórias no CBLOL. Mas no final deu a lógica, a Loud conseguiu controlar o jogo depois do segundo dragão ancião e foi afunilando os espaços que os adversários tinham para jogar.
É inegável a evolução da Furia até agora no torneio, porém se eles não começarem a vencer urgentemente, as chances de classificação vão ficando cada vez mais distantes.

Entrevista Ceos: Nesse jogo e contra o Cruzeiro foram dois jogos muito difíceis contra times da parte de baixo da tabela. O time entra de forma soberba para a partida?

R: “Apesar do score da Furia eles são um time bom, eles tiveram seu mérito. Tivemos nossos erros como no arauto, mas penso que foi uma soma de mérito deles com erros nossos.”

P: Historicamente falando, times que juntam jogadores campeões costumam ter choque de ideias o que pode ser algo positivo como negativo. Como isso está afetando a Loud?


R: “Acho que no começo do campeonato foi bem difícil, eu e duds tínhamos uma forma de jogar, Dynquedo e Tay tinham outras. No começo estávamos perdidos pois cada cada um queria fazer as coisas do seu jeito, como conseguimos trabalhar encima dessa divergência de opiniões e chegamos em uma conclusão de como o jogo deve ser jogado. Eu diria que não é positivo ou negativo, depende mais de como o time lida com isso.”

Jogo 2: ITZ x RED

Mesmo com dificuldades aparentes, RED vence e e se mantêm isolada em segundo

Imagem – reprodução Riot Games

Foi um jogo bem disputado, a RED teve total domínio dos dragões enquanto a INTZ conseguiu se manter na frente de ouro a maior parte da partida, mas não soube converter isso em vantagem real para a vitória. A RED ainda mostrou alguns problemas que vem afetando a equipe já nas últimas semanas, mas com essa vitória praticamente já se garante nos playoffs do CBLOL

Entrevista Maestro: Essa semana você postou no twitter que o time voltou a treinar presencialmente, como está sendo isso para a equipe?

R: “Então, sobre isso é uma coisa curiosa. Falei que voltamos depois de um ano, a pandemia estourou por volta de março do ano passado e faz quase 1 ano já que estamos trabalhando de casa. Alguns times ano passado optaram por voltar ao presencial e não fomos um deles. Se não estou enganado no início desse split apenas nós e a Pain não estávamos presencial, todos os outros times estavam. Depois a  Pain foi para o presencial e apenas nós ficamos online.
Conversamos internamente e pensamos que seria positivo voltar a treinar presencial, treinamos durante dois dias. Foi positivo, para eles se conhecerem, o meu trabalho pessoalmente é melhor no presencial também. A questão é que tivemos alguns problemas técnicos em relação a parte física dos computadores. Os jogadores não se adaptaram rapidamente, pois já estavam a muito tempo em casa usando os próprios setups. Era uma escolha, um sacrifício, sacrificava o conforto para estar lá presencialmente ou voltávamos para casa tendo um conforto individual e fazíamos o sacrifício de se doar mais no treino para estarmos mais presentes. A decisão de todos foi de voltar para casa, treinamos dois dias no office e dois dias em casa e agora continuamos como o único time remoto”

Jogo 3: PNG x CRZ

Pain faz jogo controlado e garante vitória importante

Imagem – reprodução Riot Games

Que jogo lindo da Pain! Mesmo com alguns problemas individuais, o coletivo da equipe estava super afiado. Eles souberam controlar o jogo em todos os momentos, principalmente no mid game que era até então o pior lado da equipe.
Já o Cruzeiro veio com mudanças no mid e pareceu que apenas assistiram o atropelo dos tradicionais a partir do mid game, já que no início eles tentaram algumas jogadas mas não conseguiram converter em vantagens reais.

Entrevista BrTT: Já vieram outras pessoas da Pain nas últimas semanas e todas falaram que os treinos estavam indo muito bem. Hoje para a Pain, o objetivo é evoluir para os playoffs ou evoluir para tentar pegar uma classificação melhor antes dos playoffs?

R: “Eu diria que nosso foco no momento é conseguir colocar em pratica o temos treinado e realmente mostra a nossa melhora para os torcedores e também para nos mesmos. É algo muito frustrante termos treinos muito bons durante a semana do tipo de ficar 18/2 em 20 jogos, chegar no final de semana e não conseguir performar bem. Isso estava deixando o time bem frustrado, e nosso foco agora é colocar em pratica tudo que temos treinado e os pontos vão ser consequência. Se jogarmos o que sabemos é só questão de tempo para subirmos na tabela.”

Jogo 4: FLA x KBM

Kabum da show e tira invencibilidade do Flamengo

CBLOL
Imagem – reprodução Riot Games

Que jogo tenso! Finalmente o Flamengo perdeu sua invencibilidade em um jogo incrível por parte da Kabum.
Os dois times tiveram momentos bons na partida, durante boa parte era incerto quem iria levar a vitória, porém, parece que os rubro negros se perderam em certo momento com tomadas de decisão duvidosas e timings errados para disputa de objetivo. Os ninjas não perdoaram esses erros e se consagraram o primeiro time a vencer o Fla na competição.

Pergunta Nuddle: A Kabum conseguiu algo que muitos acharam que iria demorar para acontecer, conseguiram tirar a invencibilidade do Flamengo. Houve uma preparação especifica para esse confronto ou vocês entraram com a mentalidade de jogar o que aprenderam e a vitória seria consequência disso?

R(tradução livre): para ser honesto, a ultima semana foi difícil emocionalmente para nos e isso serviu como uma grande lição para vermos nossos pontos fracos. Não entramos com o mindset de que iriamos perder, isso não importa, nosso foco é em ser um time agora, puxamos todos para cima para serem um melhor time a cada dia. Se vencermos é consequência, temos essa  filosofia, acreditávamos que podíamos vencer e que esse seria um dos times mais difíceis do campeonato. Consertamos alguns buracos do nosso jogo e estávamos prontos para jogar o 5×5 hoje.

Você confere a cobertura completa do CBLOL aqui na UAILISTAR.

Siga nossas redes sociais

Comentar via Facebook