Pain e Team One chegaram na final do Circuito Desafiante. O campeonato dá, ao campeão,  acesso direto para o CBLoL.

Sábado 20 de abril de 2019, a páscoa se aproximando mas o povo só queria uma coisa: final do Circuito Desafiante entre Pain e Team One.
A reedição da final do CBLOL de 2017 valeria vaga direta para o campeão. Enquanto isso, o segundo colocado jogará o relegation contra a Keyd Stars.

A Pain Gaming era considerada a favorita por causa da sua campanha e dos seu plantel. Porém, a Team One vinha forte após eliminar a Red Kalunga Canids. Esperava-se um jogo equilibrado, mas não foi o que se presenciou.

Circuito Desafiante- Jogo 1

O primeiro jogo começou com a T1 escolhendo a dupla Sona/Taric. A escolha dos dois suportes, atualmente, é bastante forte mas a Pain não demonstrou medo.
Desde o início, eles colocaram a pressão toda na rota inferior.

Draft do primeiro jogo, composição da Pain x composição da Team One./ Foto Reprodução: Youtube.
Draft do primeiro jogo, composição da Pain x composição da Team One./ Foto Reprodução: Youtube.

O primeiro abate veio, por volta dos 8:30 minutos de partida, após um dive na bot lane. Não contente com o First Blood, eles continuaram e conquistaram mais dois abates. Com uma grande vantagem, eles controlaram o jogo.

Praticamente todos os objetivos do mapa era da Pain. Sem ter o que fazer, os golden boys viam seus adversários (minuto a minuto) os empurrarem para a base.
Com uma composição imponente, Minerva e cia conquistaram a primeira vitória aos 22 minutos e 43 segundos.

Jogo 2

A dupla Sona/Taric apareceu novamente, mas dessa vez a favor da Pain. Eles também trouxeram a Kayle, porém -diferentemente do jogo anterior- para a rota do topo.

A Team One começou bem, porém o jogo estava bastante aberto. Enquanto Matsu e cia priorizavam as kills, Absolut e seus companheiros de equipe optaram pelas torres. 
Mas, o passar do tempo favorecia a composição da Pain.

Em um base rush sensacional, começou a corrida para acabar o segundo jogo. Atacando pela Pain Gaming tínhamos Kayle, Taric e Hecarim.
Do lado da T1, era Tristana, Braum e Trundle.
Ayel e cia conseguiram a melhor e abriram 2-0 na final.

Jogo 3

A Pain estava à um passo do CBLoL, mas a Team One não se dava por vencida. Com isso, iniciaram o terceiro jogo na frente.
Os golden boys conquistaram cedo o First Blood e o caçador 4lan dominava a selva inimiga.

Mesmo ditando o ritmo do jogo, eles não conseguiam abrir uma larga vantagem. Portanto, a Pain não estava alheia ao confronto.
Provando isso, eles conquistaram dois abates na rota inferior. Mas Skybart pressionava o topo.

Apesar disso, a Pain Gaming ditava as regras. Eles, num contra-ataque, conseguiram três abates na rota inferior e o jogo ia se encaminhando.
A Team One criava, mas a Pain rapidamente respondia e controlava o mapa.

Os minutos passando, Ayel e sua Kayle crescendo assim como o restante do time. Com a partida endereçada, eles rotacionavam e a vantagem crescia.

Com o buff do Barão, a Pain Gaming empurrou seus adversários para base. Usando a rota do meio, eles conquistaram torres e inibidor e alguns abates.
O título estava “sorrindo” para eles que prontamente devolveram o sorriso.

Após passar dois splits no Circuito Desafiante, a Pain Gaming finalmente voltou para o CBLoL, dando números finais a série que terminou em 3-0.

Pain Gaming, grande campeã do primeiro split do Circuito Desafiante/ Foto Reprodução: Youtube.
Pain Gaming, grande campeã do primeiro split do Circuito Desafiante/ Foto Reprodução: Youtube.

A Team One jogará contra a Keyd valendo a última vaga do CBLoL. O jogo será no dia 27 de abril, tendo previsão de início às 13 horas (BRT).

Para mais notícias sobre LoL ou outros eSports, acesse nosso portal e nosso canal no Youtube

 

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner