A crescente exponencial da FURIA está sendo representada nas recentes campanhas da equipe. Mostrando que não é ao acaso, eles vêm fazendo história na ECS.

A FURIA é a outra representante brasileira na ECS. Enquanto o MIBR foi eliminado, a  FURIA vem fazendo uma campanha que mostra o porquê de serem a décima primeira equipe no ranking.

Após vencer a dinamáquina do CS:GO na partida de estreia, eles encaram a NRG valendo vaga para as semifinais. O desempenho deles não foi igual ao da partida de estreia.
Com isso, eles perderam a série por 2-0. Entretanto, eles não estavam eliminados e esperavam o vencedor de NiP e Astralis.

A Astralis venceu a NiP com certa facilidade. Tendo a chance de revanche, os dinamarqueses viriam com “sangue nos olhos”.

MAPA 1 – O campeão voltou?

O primeiro mapa foi escolha da Astralis. Com um histórico vitorioso na Inferno, eles apostaram neste pick para saírem na frente no confronto.
Contudo, eles fizeram 6-0 rapidamente e encaminhavam o primeiro tempo para um vitória folgada. Entretanto, eles fizeram mais 4 pontos enquanto os brasileiros fecharam o primeiro tempo com 5 pontos.

Voltaram fortes para segunda metade e abriram 4-0 (14-5), mas a sina dos 14 pontos parece ter os atingido. Travaram nesta pontuação, deixando o Brasil inteiro sonhar com a virada. yuurih e amigos chegaram a encostar no placar, fazendo 14-12, mas os dinamarqueses encaixaram dois round seguidos e levaram o primeiro mapa.

Mapa 2- É o ATAQUE DAS PANTERAS LOKAS

O segundo mapinha, era escolha da FURIA, poderia ser o último do confronto. Com uma Mirage “em dia”, os brasileiros saíram na frente e venceram 5 rounds diretos. Mas, apesar do início esmagador da pantera, o jogo continuava bastante equilibrado. Tamanho era a paridade que os dinamarqueses trouxeram de volta a partida, primeiro mapa terminou 8-7.

Na volta do segundo tempo, os brasileiros começaram vencendo o pistol round. Porém, a Astralis virou a partida para 10-9 (ao vencer 3 rounds em sequência). Não desistindo da chance de continuar fazendo história, aconteceu o “ataque das panteras loucas TÁ EM CHOKKKK?”.
Foram 7 pontos para os brasucas, assim, que empataram a série e levava o confronto para a Nuke.

Mapa 3- Rei morto, rei posto DALE FURIA

Foi no terceiro mapa que a Astralis perdeu a partida de estreia. Será que o raio cairia novamente no mesmo lugar?
O jogo começou favorável para a Dinamarca, mas não conseguiram abrir uma enorme vantagem.
Contudo, o Brasil fez um excelente primeiro tempo ao fazer 6 pontos do lado Terrorista.

Na segunda metade quem jogaria do lado que teoricamente pontua mais era a FURIA, mas quem saiu na frente foi a Astralis. Entretanto, os brasileiros deram um show de CS:GO e viraram o jogo para 13-10.

Ainda assim nada estava decidido e os daneses voltaram a pontuar. Mesmo com algumas decisões equivocadas, a Astralis conseguiu encostar no placar e dessa vez quem travou nos 14 pontos foi a FURIA. Entretanto, Vini e cia ganharam dois rounds seguidos e deram números finais ao confronto.

Com a história novamente sendo feita, os brasileiros seguem na competição e pegará a North na semifinal da competição.

Para mais notícias sobre CS:GO, acesse nosso portal.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner