Flamengo e INTZ, o duelo que será a final do primeiro split do CBLoL 2019. Continuando nossa série que antecede a final, falaremos hoje sobre o Flamengo eSports.

O CBLoL é o campeonato brasileiro de League of Legends. Este torneio começou em 2012 e de lá para cá tivemos diversos formatos.
Contudo, uma das novidades foi a adesão do Clube de Regatas Flamengo. Adotando o nome da sua divisão de eSports como Flamengo eSports.

CRF

O clube surgiu como (o nome sugere) um clube de regatas (remo). No fim do século XIX, o Rio de Janeiro enfrentava o “boom” das regatas e desportos aquáticos enquanto o futebol estava “engatinhando”.
O futebol só foi introduzido ao clube no começo do século XX. A população carioca estava se acostumando com o esporte, por isso muitos associados do clube que só tinha regatas (Flamengo) se associaram  ao Fluminense um dos poucos clubes de futebol da época.

Após algumas divergências entre os jogadores do Flu, foi fundado o setor futebolístico do Flamengo, na qual se tornou bastante popular com o passar das décadas.
Seu ápice foi na década de 80 do século XX, sendo consagrado campeão da Copa Libertadores da América e do Mundial Interclubes.

Flamengo eSports

O sucesso dos eSports ao redor do globo fez com que diversos clubes de futebol investissem no mesmo. Porém, no Brasil os clubes ainda investem de maneira moderada ou não investem.

O pioneirismo da área ficou por conta do Santos Futebol Clube, na qual o clube do litoral paulista fez uma parceria com a Dexterity Team. O clube retomou as atividades nos esportes eletrônicos recentemente.

Com a crescente exponencial do LoL e diversos outros eSports no Brasil, o Flamengo decidiu investir em na modalidade e no final de 2017 anunciou sua entrada no meio.

O clube investiu de maneira “pesada” e trouxe logo um dos maiores nomes do cenário brasileiro.
O flamenguista Felipe “brTT” Gonçalves não titubeou e se juntou ao time de coração para levar o nome do Clube de Regatas Flamengo à primeira prateleira do LoL tupiniquim.

O time entrou no Circuito Desafiante, tendo altas expectativas pelo o investimento. “Amargando” a vice colocação, eles conseguiram o acesso ao CBLoL após bater a Team One no Relegation.

Urubus no CBLoL

Em seu primeiro semestre na elite do League of Legends Brasileiro, a equipe já obteve resultados expressivos. 
O time investiu e trouxe Goku para o meio e o coreano Shrimp para a selva.

Mesmo não se encaixando no início, a equipe engrenou e conquistou a segunda colocação na fase de pontos. Àquela época o sistema de disputa era escalada, e com isso eles precisaram de apenas uma série para chegar na final.

Novamente eles foram vice-campeões, mas a equipe se mostrou mais madura. Com perspectivas de uma nova temporada boa, eles reformularam a equipe no final do ano.

Enquanto eles mantiveram brTT, Shrimp e Goku no plantel, eles contrataram dois reforços de “peso”. O suporte coreano Luci e o topo brasileiro Robo chegaram ao rubro-negro com altas expectativas e grandes status.
Robo foi considerado o melhor topo do CBLoL 2018, portanto, com a carreira em “alta”.

FLABLOL 2019

O time estava montado, com nomes fortes na teoria. Mas será que na prática resultaria em algo?

Eles estrearam com vitória, mas mesmo assim o público tinha ressalvas. Entretanto, com o passar das rodadas, a dominância flamenguista foi se firmando ao longo do campeonato.

O time com a melhor campanha, terminou quase invicto a fase de pontos. Perdendo apenas um jogo, eles terminaram 20-1.

Mesmo com os erros, o time sobrepujou os adversários e até então continua perdendo apenas um jogo. Na semifinal, jogada contra a CNB, eles mostraram porque são os favoritos e aplicaram 3-0.

O squad do Flamengo eSports após vitória na semifinal./Foto Reprodução: Riot Games
O squad do Flamengo eSports após vitória na semifinal./Foto Reprodução: Riot Games

Final

O que esperar de um time que, desde a derrota para a Kabum!, não perde há bastante tempo?

Por causa de todo o desempenho apresentado, eles são os mais cotados ao título. Percebe-se isto até nas falas do jogadores, que já anunciam o foco para o MSI.
Porém, seu adversário se apoia neste foco para tentar ganhar.
Entretanto, o time mantém uma boa sinergia. Portanto, quando comete alguma falha eles retomam a vantagem rapidamente.

“Jogando por música”, o clube é uma aposta quase unânime entre os especialistas e entusiastas. Enquanto 3-0 é o placar mais falado, há quem diga que a INTZ possa surpreender e “abocanhar” um ou dois jogos.

Espera-se uma versão ainda melhor dos jogadores para essa final. Sendo assim, o Flamengo tem totais condições de conquistar o primeiro split sem dificuldades. Porém já dizia o ditado: jogo é jogado.

Qual torcida sairá feliz? A magnética ou os intrépidos? Acompanhe os jogos neste sábado 13/04/2019 a partir das 12 horas (BRT) nos canais oficiais da Riot Games.

 Para mais notícias sobre LoL acesse nosso portal e nosso canal no Youtube.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner