O final de semana teve a estreia do CBLoL, mas fora das competições tivemos um fim de semana “movimentado”. A organização INTZ soltou uma nota de repúdio em relação ao streamer Lep.

No dia 27/01 (segunda-feira) a organização INTZ soltou, em suas redes sociais, uma nota de repúdio. Nesta nota ela cita sua suporte Júlia Mayumi, como sendo vítima de um ato de “piada” do streamer Pedro Macari, vulgo Lep. Entenda o caso:

Era dia 25/01 quando isso aconteceu. Lep fazia sua live. Enquanto interagia com o chat, ele leu uma mensagem que sugeria em que pessoas estavam passando a mão em seus órgãos genitais. Lep, após ler, apenas riu e a transmissão seguiu.

Depois de repercutir nas redes, parte da comunidade cobrou explicação ao streamer. Próximo do dia 26, Lep veio a público e pediu desculpas para Mayumi.

Tendo mais desdobramentos no início da semana, Mayumi publicou trecho de uma transmissão e questiona Lep sobre as desculpas anteriores.


Após esta publicação, a organização INTZ lançou uma nota de repúdio aos acontecimentos deste final de semana. Na nota, a equipe classifica o episódio como deplorável e defende que tal ato é inadmissível, não somente no mundo dos eSports, em toda esfera da sociedade.

Nota de repúdio do INTZ, equipe da Júlia Mayumi./ Foto Reprodução: Twitter
Nota de repúdio do INTZ, equipe da Júlia Mayumi/ Foto Reprodução: Twitter

Em sua nota, a organização não especifica se entrará na justiça contra o streamer.

Para mais notícias sobre eSports, acessem nosso portal.

Comentar via Facebook