Em final épica, INTZ bate o Flamengo e-Sports contrariando todas as expectativas e representará o Brasil no MSI 2019!

O primeiro jogo, aparentemente “daria as cartas” da grande final do 1º split do CBLoL 2019. Finalizado no menor tempo de todo o split, com apenas 22 minutos de jogo o Flamengo fechou a partida contra a INTZ! Quando diz-se fechar, realmente não significa ganhar, já que Luci garantiu isso com apenas 1 minuto e 32 segundos de partida, durante a invasão intrépida. Acompanhe:

Apesar de não parecer que seria necessário, Goku deu a cara e fez ótimas aparições nas lutas de time, além de a composição ser voltada para o 5v5. TT apenas aproveitou as oportunidades geradas por Shrimp e Luci, que setaram o jogo para os carregadores. A INTZ acordou apenas no fim da partida, o que não foi o suficiente para impedir o rolo compressor do FLA.

 

Shrimp se concentra no início da segunda partida contra a INTZ. O pick de Karthus não deu lá muito certo!

Fica de olho! A INTZ não veio para brincar!

Dizem que time que está ganhando não se meche. Portanto, sem Alistar na composição, o Flamengo joga com Tahm Kench e repete Jarvan IV e Corki. Da mesma forma, o “wombo combo” de ultimates nas lutas seguiu o mesmo princípio. Só que, desta vez, o Flamengo teve problemas sérios para finalizar a partida. A adaptação da INTZ para o mesmo tipo de composição do FLA permitiu a eles segurar o jogo, junto com tomadas de decisão inteligentíssimas. O roubo do Dragão Ancião, após finalizar o Barão possibilitou à INTZ virar a partida e finalizar aos exaustivos 45 minutos. Após essa partida, os Intrépidos provaram não ter se afetado e mantido o mindset para a série.

Assista ao roubo do Dragão Ancião por Shini em cima do “Xurimpe”!

 

Algo de errado não está certo com o Flamengo

Com quase 50 minutos de partida, o disputadíssimo terceiro jogo teve Pentakill do Envy (MVP da série) e acabou com um backdoor esquisito por parte do FLA, que utilizou a ultimate roubada de Ryze por Goku com seu Sylas para aparecer atrás dos adversários. Mesmo tendo errado muitas ultis, o ADCarry Mills com sua Ashe se posicionou muito bem e pôde ajudar o time, além de Tay mostrando boa desenvoltura com Vladimir. O Flamengo obteve uma vantagem ENORME no early game (mais de 9K gold), e isso foi determinante para a impossibilidade de reação da INTZ. Mais um jogo para os rubro-negros!

Se liga no PEEEEEEEEENTAKIIIIIIILL do midlaner da INTZ!

Segura a INTZ! Empate veio! Quinto jogo na mira!

Para a quarta partida, o Flamengo parece ter entrado em uma espiral de “tilt” e atuou quase como a Vivo Keyd, com cada um dos ótimos players desenrolando papéis individuais. Leblanc passou, junto com Draven nas mãos e Mills e Morgana para RedBert. A resposta rubro-negra foi com Kog Maw, Braum e Sylas. O Draven de Mills já acumulava 300 minions farmados quando conseguiu seu primeiro abate (detalhe, ele ainda não havia sido executado). Após isso, dois itens completos foram para as mãos do ADCarry e a INTZ empatou a série novamente! Méritos da partida ao Tay, que se virou muito bem contra a Karma de Robo e à dupla Envy e Shini, que controlaram a Rota do Meio para o crescimento livre da Farsante. A demora para TT entrar no jogo e as ótimas ligações das trevas de Redbert deram suficiente espaço para o empate intrépido.

Saca só a luta que levou ao fim da quinta partida:

Lagou aqui. Lagou ai? Flamengo perde o rumo!

O quinto jogo teve a mesma botlane para a INTZ. Já os urubus trouxeram Thresh e Lucian para Luci e BrTT, que mostraram um earlygame muito mais forte. A surpresa da quinta e última partida veio com Kayle nas mãos de Tay, que jogou livre leve e solto pelo mapa, aguardando pacientemente seus níveis superiores. Nem o famoso Sion de Robo (ou seria o Robo de Sion? Ou seria o Sion de Sion? Me perdi) ou o earlygame mais forte conquistado pelo FLA foram capazes de parar a composição de 1x3x1 da INTZ. Com muito mais força para empurrar as rotas separadamente, os intrépidos tiveram um ótimo controle de mapa e conquistaram o título do CBLoL! Mesmo com o jogo nervoso e uma ENORME complicação no Barão aos 29 minutos, a INTZ teve mais calma e cabeça fria, o que foi determinante para vencer o aparentemente desorientado time rubro-negro.

INTZ campeã do primeiro split de 2019!

Em entrevista exclusiva ao Portal Uailistar, Gabriel “Kami” Bohm disse que esperava uma vitória do Flamengo por conta do bom desempenho que a equipe teve durante todo o campeonato. Quando perguntado sobre o motivo, ele disse esperar que, mesmo que o FLA não fosse o campeão, um time que supere a equipe da Pain 2015 em competições internacionais é o que o CBLoL mais precisa no momento. “Eu quero que o cenário brasileiro possa mostrar evolução, acompanhando o tempo que passa e a gente, infelizmente, não tem mostrado uma melhora na gameplay dos nossos times” disse o ex-midlaner da Pain Gaming. Mesmo com a vitória intrépida, a proposta continua válida e o desafio ainda está no ar. Fazer a melhor campanha brasileira internacional até hoje!

Troféu do CBLoL vai, dessa vez, para a INTZ e-Sports em cima do Flamengo e-Sports

Fique com uma coletânea de fotos que tiramos no dia do evento para vocês! Basta clicar nas imagens para abrir a galeria.

Para conferir a galeria completa, acesse nosso álbum no Facebook!

E ai galera! Vocês esperavam pela vitória intrépida? Vamos rumo ao MSI!

 Para mais notícias sobre LoL acesse nosso portal e nosso canal no Youtube.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner