Kabum! finaliza Supersemana na quarta colocação e respira aliviada, um pouco mais longe do fundo da tabela.

A Kabum! eSports foi muito constante durante a Supersemana do CBLoL. Conseguindo 2 vitórias em 3 jogos, o time terminou a rodada 8/9, em quarto lugar. Tendo estado em penúltimo colocado durante a maior parte da competição, a equipe se recuperou muito e pode facilmente alcançar os playoffs.

Os três jogos foram contra Flamengo, Uppercut e Vivo Keyd. Contra o Flamengo, você pode acompanhar o desempenho do time na última matéria. A derrota veio por conta da composição e mecânica individual dos jogadores adversários.

Já contra a Uppercut e Vivo Keyd, a agressividade do time teve recompensas. Titan e Riyev, Dynquedo, Ranger e Zantins estavam em sinergia. Apesar de alguns deslizes, alcançaram a vitória suprimindo a UP e batalhando de igual para igual com a Keyd.

O jogo contra Uppercut

A composição de hard engage com o DPS suave e constante nas mãos de Zantins com e Yorick funcionou muito bem para parar o potencial de explosão e foco único da UP. Titan com seu Ezreal fez uma partida excepcional no quesito posicionamento, conseguindo encaixar dano sem sofrer muito com habilidade inimigas. Acompanhe uma das lutas que fizeram a Kabum! disparar na frente:

Apesar de algumas lutas desfavoráveis, a composição do time se apresentava muito mais disposta ao late game, com um escalonamento muito maior.

Kabum! x Vivo Keyd

Já contra a Keyd, Titan quebrou o “tabu” de derrotas da Neeko como ADC. Vencendo o duelo contra Mica0 e sua Sivir, Titan teve um gap interessante no início do jogo, ao pegar um first blood já no nível 1. A situação se originou em uma invasão mal-sucedida da Keyd. Veja como rolou a “rinha”:

A partir daí, o jogo se equilibrou, com “toma lá, dá cá” rolando de todos os lados. O grande diferencial do jogo, entretanto, foi a aceleração de dano/itemização do Ryze de Dynquedo. Certamente foi uma surpresa para todos ver a quantidade de dano aplicada e tempo de resistência dentro das lutas além, é claro, da alta mobilidade.

Separa-se um destaque aqui para o Thresh de Riyev. Sempre muito bem posicionado e salvando seus colegas de equipe com a lanterna, o suporte desempenhou seu papel com maestria. O lee sin de Ranger também jogou de forma criativa, o que auxiliou muito o time.

Para os próximos jogos a Kabum! ainda precisa ajustar alguns pequenos detalhes de foco tanto nas lutas quanto no crescimento dos carregadores. Ainda há, porém, a possibilidade de conseguir um terceiro lugar e, com muita sorte, uma segunda colocação.

Para mais notícias sobre LoL e outros eSports acesse nosso portal e nosso canal no Youtube.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner