Com um hack/glitch, jogador que atualmente está no elo mestre, tem quebrado as filas rankeadas do Brasil. O transgressor permanece na base acertando habilidades à longa distância.

O jogador Oblyx, atualmente no elo Mestre, tem utilizado formas ilícitas para quebrar a jogabilidade das filas rankeadas do Brasil. O uso do hack ou glitch (ainda não é evidente qual o tipo do funcionamento) tem afetado inclusive jogadores profissionais em suas SoloQ. Luskka, do Fla e-sports, foi um dos primeiros profissionais a denunciar a atitude do player publicamente em seu twitter:

A atitude pode ser considerada um hack ou abuso de glitch (caso seja uma falha do jogo), mas é passível de punição severa, já que o jogador obteve vantagens que normalmente não teria in-game. Você pode acessar o histórico do jogador e assistir às partidas clicando neste link.

Apesar de o glitch não ser um hack propriamente dito, ainda é passível de punição se houver abuso do mesmo
Apesar de o glitch não ser um hack propriamente dito, ainda é passível de punição se houver abuso do mesmo

Há mais ou menos 1 dia, o youtuber Vandiril expôs novas falhas na programação de Kayn que podem explicar o caso, o que não invalida o fato de que o jogador brasileiro possa sofrer punições. Assista ao vídeo abaixo:

Todos da comunidade estão no aguardo de uma resposta da Riot Games quanto ao assunto!


Para mais notícias sobre o CBLoL, acessem nosso portal.

Comentar via Facebook