Surpreendendo na rodada, Kabum! atropela Flamengo, Pain vence Redemption, INTZ encosta na liderança e CNB sai do zero!

Os quatro jogos da quinta rodada configuraram um grande mix de partidas praticamente unilaterais e grandes partidas dignas de um GGWP! O Fla, empurrado para fora da liderança do CBLoL, surpreende com BrTT como suporte no lugar de Luci, afastado por problemas médicos. Pain e Kabum! agora formam a ponta da tabela e se enfrentarão amanhã para saber quem ficará com a primeira colocação!

GG easy, INTZ atropela Uppercut!

Não estando em uma boa fase desde a metade do último split, a Uppercut foi derrotada pela INTZ, que soube trabalhar muito bem a composição de Sona + Taric para que o late game pudesse ser conduzido. Mica0 não decepcionou com sua sona, além de Redbert acertar diversos atordoamentos, salvando da composição de engage da UP. Nem Jarvan IV, nem Sylas ou Varus conseguiram controlar quando a bola de neve da INTZ começou a aumentar.

O Vladimir de Anyy não soube fazer bom proveito da vantagem de rota com seu feitiço Incendiar, o que também, desfalcou a equipe. Acompanhe a partida completa abaixo:

A vitória da INTZ não surpreende, mas também não configurava um confronto tão fácil. O que “está pegando” na Uppercut para o rendimento em declínio que apresentam?

Partida difícil configura o confronto entre Redemption e Pain. Yang é surpresa e mostra sua força na vitória da Pain.

Foram 40 minutos de uma disputadíssima partida entre PNG e RDP. As diversas lutas construíram um vasto placar de 26 a 14, que não representa o “aperto” pelo qual as equipes passaram.

early game claramente não podia ser diferente. A dominância da Pain foi clara devido à botlane de Sona + Taric – que não tem um bom começo de jogo – e à pressão no top exercida por Yang. Já no mid game, a situação começou a virar. A composição do time gaúcho ganhou muito mais sustento nas lutas devido às curas de ambos os suportes e a proteção fortíssima do ultimate de Taric.

O jogo só não foi decidido nesse mid game porque o time da Pain soube recuar nas horas certas para que evitar abates desnecessários. Mesmo assim, houve grandes chances de a Redemption sair vitoriosa por conta das lutas extremamente extensas. Observe essa luta, que começa as 32 minutos com a ultimate de Matsukaze, sendo que as trocas de dano e abates só cessam de verdade quase aos 34 minutos, com o ace da PaiN!

Tinowns e Minerva trabalharam muito bem os cooldowns dos feitiços de Krastymel. Considerando a falta de formas de escape da Tallyiah, o time pôde escalar uma boa vantagem para não despencar quando o time da RPD, invariavelmente, ficasse forte. Esse foi o único dos três jogos de hoje em que uma botlane com sona nas mãos do atirador perdeu.

BrTT sup, Flanalista ADC, Luci de fora, mais uma derrota do FLA.

Em um jogo em que ambos os times tinham desfalques, Kabum não reconhece o Flamengo no terceiro jogo do dia! Mesmo com o time rubro-negro esboçando uma reação e tentando jogadas ofensivas, a bola de neve criada em cima da Xayah dos ninjas já era demais para reverter.

BrTT surpreende e aparece como suporte, Reven (Flanalista) jogando com sua Sivir e “Xurimpe” trazendo seu agressivo Jarvan IV, o FLA passou por um enorme aperto devido à falta de atitude de Robo. O toplaner jogou passivamente durante todo o jogo e, quando conseguia boas entradas, era frustrado pelas ótimas ultimates de Ranger com seus Kindred.

Ambos os midlaners, Goku e Dynquedo fizeram ótimas apresentações (Cassiopeia e Sylas respectivamente). Entretanto o grande destaque e quem mais surpreende é o ADCarry reserva Disave. Habilidosamente, ele conseguiu esse lindo double kill no início do jogo e controlou muito bem sua Xayah para o resto da partida. Se liga!

Será que BrTT como suporte foi mesmo a melhor opção do Fla, levando em consideração que a atuação da botlane na última semana não foi ruim? O que fez o time trocar a ordem de roles e surpreender assim? Deixe seu comentário!

Finalmente um deles saiu do zero!

Em tenso jogo, CNB e Team One protagonizaram o jogo dos únicos times que ainda não tinham vitórias. PBO e amigos agora podem ser chamados de Duclou e amigos. O toplaner adaptou a build padrão de Renekton para poder se manter no jogo e garantir o respiro do time até que a composição (muuuuuito atrasada) pudesse contribuir com dano e sustento.

A vitória já parecia clara para os golden boys, que abriram a base blumer já aos 19 minutos de partida. A frase da CNB antes do jogo “é só não perder que a gente ganha” garantiu boas risadas dos casters, que concordaram e apontaram a eficiência do time. Aparentemente tendo desistido do jogo, a CNB, aos 25 minutos, já havia aberto mão de boa parte do seu mapa. No entanto, o placar de abates ainda era de 5×4 a favor da ONE, o que não deixou o ouro disparar e dava esperanças à CNB.

O time da surpreende ao emplacar a virada e, por fim, os blumers conseguiram sua primeira vitória no split. Isso se deve ao aproveitamento que fizeram da falha da Team One em finalizar o jogo, critério que, anteriormente, tinha se mostrado um problema da própria CNB.

Se liga só nessa o-bli-te-ra-da que rolou na luta final!

O que esperar para amanhã? Quem será o líder? Pain ou Kabum! Será que a PaiN vai confirmar o favoritismo ou os novos ares da Kabum! retomaram a força do time? Deixe nos comentários!

Você acompanha o CBLoL pelos canais oficiais da Riot Games e aos sábados também pelo SporTV 3.

Para mais notícias sobre LoL, acesse nosso portal.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner