Jogadores de R6, Rocket League e CS:GO da Lowkey buscam formas de acionar a justiça para resolver os problemas relacionados aos salários atrasados

Em meio a uma enorme crise financeira, a organização americana Lowkey começou o ano enfrentando problemas relacionados ao pagamento do seus jogadores. Essa crise afetou os jogadores Brasileiros que representam a organização americana. Após serem dispensados na última quarta-feira, eles alegaram que estão ha dois meses sem receber salário, além de outras pendências financeiras. Segundo os brasileiros a dívida passa de R$86 mil. Essas dividas permeiam as equipes de Overwatch, Rocket League, CG:GO e Rainbow Six.

Lowkey passa por problemas financieros
Lowkey passa por problemas financeiros

Segundo Tander um dos representantes da organização, “Só para mim são cerca de US$ 2.400 mais US$ 6.000 que deveriam de buyout. Nós fomos à Madrid antes para fazer um bootcamp que a Lowkey sugeriu. Eles falaram para passar tudo nos nossos cartões e eles reembolsariam depois. Isso piora ainda mais nossa situação porque além dos salários atrasados fizemos gastos em um bootcamp que não teríamos feito”,

Os jogadores da equipe, junto com o manager Broukz, entraram em contato com Max Wood, a pessoa que faz o intermédio entre a equipe e os players, já que o CEO da Lowkey Remeelen Castor não atendeu às ligações e nem responde mensagens enviadas a ele.

Até o presente momento, (13) não existe nenhuma previsão para que os jogares recebam os seus salários. Segundo alguns players os prazo para o pagamento já foi adiado diversas vezes pela organização.

Em busca de uma solução

Os jogadores lesados e comissão técnica buscam alternativas para que possam receber os salários atrasados e um meio que está sendo estudado por eles é recorrer a justiça. O maior medo dos jogadores é que a Lowkey declare falência para acionar algumas cláusulas do contrato e que, mesmo em debito com os jogares, a equipe ainda consiga continuar as suas atividades em outros continentes.

Dívidas ao redor do mundo

A organização enfrenta diversos problemas relacionados à sua saúde financeira. Segundo o portal ‘theScore esports’, a organização está devendo mais de 137 mil dólares para jogadores de diversas modalidades de países como Porto Rico, Estados Unidos e Filipinas.


Para outras noticias relacionadas ao mundo dos eSports clique AQUI

Comentar via Facebook