A MIBR voltou com a line up 100% brasileira, incluindo o coach. Após o retorno de TACO, felps e zews o time teve um começo de IEM um pouco conturbado.

O início ruim da MIBR, pode ser explicado pela falta de disputa de torneios em janeiro. A grande maioria dos outros times disputaram algum torneio e com isso puderam colocar em prática suas estratégias.

Após perder para Cloud9, os “basucas” buscaram os resultados contra a G2 e a compLexity e chegaram nos duelos de md3.

MIBR X NiP- Mapa 1

Nervos à flor da pele e a MIBR começou perdendo o pistol incial do confronto contra a NiP. Quem perdesse jogaria mais uma decisão, sendo que consequentemente quem ganhasse se juntaria aos times classificados e obteria o status de lenda.

A Train é considera um mapa forte do brasileiros, mas a escolha foram dos suecos. Posteriormente, a derrota, a seleção brasileira do CS conseguiu uma sequência boa e viraram o jogo para 3-1.

Apesar dos apertos em determinados rounds, a MIBR mantinha o controle do jogo e viraram o primeiro tempo ganhando de 10-5.

Na segunda metade, eles conquistaram 5 pontos seguidos, incluindo o pistol. Com isso, encaminhava-se a vitória e o 1-0 na decisão. Mesmo perdendo um ponto, eles trataram de vencer o round seguinte e fecharam o mapa em 16-6.

MAPA 2

No segundo mapa, escolha dos tupiniquins (Inferno), eles começaram bem e abriram 6-0 logo cedo.

O mapa tem os melhores stats voltado para o lado Contra-Terrorista, portanto os 6 pontos do lado Terrorista já eram significativos. Mas, mesmo tomando 6 pontos no primeiro tempo, eles conseguiram vencer a primeira metade por 9-6.

A segunda metade começou eletrizante e os suecos mostraram que não estavam para brincadeira e abriram 5-0, virando o placar total para 11-9.

A Nip buscou, mas o jogo estava bastante equilibrado e a MIBR empatou o duelo. Ninguém conseguia se distanciar na tabela e após fazer dois pontos seguidos, a NiP abria 14-12 e estava com um pé de empatar o confronto.

Mostrando que o jogo só acaba quando termina, os brasileiros foram fortes e conseguiram emplacar 4 pontos direto e além de virarem conseguiram finalizar o duelo.

Com isso eles garantiram as vagas nos playoffs e no próximo Major. Pegando emprestado o nome de uma música composta para o Mundial do LoL de 2017, “Legends Never Die”.

Os brasileiros já conhecem seu próximo adversário e será a Renegades. O jogo tem previsão de ocorrer dia 28 de fevereiro.

#SomosMIBR, #GOMIBR.

Para mais notícias sobre CS:GO e outros eSports acesse nosso portal e nosso canal no Youtube

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner