A campanha #stoptoxicity, encabeçada pela equipe de CS:GO North, visa debater e melhorar a comunidade como um todo, tentando mudar a toxicidade de torcedores e todos envolvidos com o jogo.

Recentemente, tivemos o Minor Europeu valendo vaga para o Major que acontecerá em Katowice(Polônia).
Uma das equipes que desde sua criação é destacada no cenário (a North), disputou este qualificatório.

Apesar de ser uma equipe bastante conhecida, os resultados atuais não condizem com o retrospecto da equipe. Tendo em vista que, mesmo sendo uma equipe relativamente nova, a North tem um histórico de estar ao menos no top 8 de determinados campeonatos.
Só que sua participação no Major de Londres não foi das melhores e eles caíram na segunda fase do torneio.

Por causa deste resultado, eles tiveram que participar do Minor para tentar a classificação para o Major de Katowice.

A equipe chegou aos playoffs e começou ganhando da Vitality por dois a zero em mapas. Precisando de apenas mais uma vitória, eles perderam para a ENCE. Mas nada estava perdido, pois eles ainda jogariam a chave dos perdedores valendo a última vaga.

Seu adversário seria o mesmo da semifinais, porém o resultado foi diferente. A North perdeu por 2 a 1 e não obteve a classificação para o Major.

Com isso, diversas pessoas foram na DM (mensagens diretas) do perfil oficial da equipe no Facebook e mandaram mensagens de ódio ao time, sendo que algumas mensagens falavam que era melhor “os jogadores contraírem um câncer” ou desejando a morte dos mesmos.

A comunidade de Counter- Strike sempre foi conhecida por ser uma das que mais se une e apoia seus jogadores e organizações, mas também é conhecida por ser uma das comunidades mais tóxicas nos esports.

A equipe em suas redes sociais, apoiada por várias outras equipes e pessoas famosas do meio, começou um debate sobre o quanto essa toxicidade interfere na vida de quem recebe as mensagens de ódio.

“Ei comunidade do CS:GO,

nós temos  uma coisa que precisamos falar sobre.

Isto não está certo.

-Nem para nós
-nem para os nossos jogadores
-nem para os nossos adversários
-nem para os nossos termos
-nem para os casters
-nem para os seus próprios adversários
-nem para qualquer um

Temos que parar com este comportamento como comunidade, porque isto não está certo.”

O comentarista brasileiro Giovanni “Gio” Deniz foi além do debate usual da toxicidade e levantou outra questão. Casos como esse podem servir de gatilho para pessoas que têm depressão. Sendo que a pessoa poderá sofrer tanto com as mensagens, que possa a vir cometer suicídio.

Acompanhe a seguir a Thread feita pelo comentarista:

North/ gio/Foto Reprodução
North/ gio/Foto Reprodução
North/ gio/Foto Reprodução
North/ gio/Foto Reprodução
North/ gio/Foto Reprodução

As frustrações de um torcedor para com seu time, em qualquer esporte ou esports, é válida e qualquer crítica construtiva também. Porém isso não lhe dá o direito de desejar a morte de alguém ou ser tóxico com alguém que não conseguiu corresponder as expectativas durante o jogo.

Isso vale tanto para quando você está torcendo, quanto para quando você tem comportamentos tóxicos com seu companheiro de time no Match Making.

A comunidade (como um todo) sai ganhando com essa melhora, pois por mais profissional que seja ainda se trata de uma diversão e de outras pessoas ao seu redor. #stoptoxicity

Para mais notícias sobre eSports acesse nosso portal e nosso canal no Youtube.

 

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner