Ontem dia 17 de Julho tivemos a 7º rodada que marca o meio da 10º temporada da Pro League, como isso a ansiedade vira fator presente para os time que cobiçam em chegar ao top 2 e poder participar das finais no Japão.

Ninjas fixos no top

O primeiro jogo foi entre NIP que busca aumentar a vantagem e se distanciando da Faze, mantendo o 1º lugar, com apenas um empate na 10º temporada vem como a melhor campanha já do outro lado do ringue temos a INTZ que vem mostrando uma grande evolução no seu gameplay, vindo de um empate contra a Faze na 6º rodada, mostrando que tem potencial para entrar no G2. 

O mapa desse confronto e Banco, ele vem caindo no gosto do Tupiniquins, mesmo com a NIP tendo jogado apenas uma vez nesse ano, em confrontos a NIP perdeu apenas uma vez contra a INTZ no BR6, a INTZ, por outro lado, conta com mais jogos no mapa incluindo sua única vitória contra NIP nesse ano com isso os Intrépidos até poderiam ter uma oportunidade de vencer a NIP.  

O jogo começa como a INTZ marcando o primeiro ponto como um ótimo avanço pela Escada Azul e Sala de Funcionário, dominando a sala de CCTV e eliminado a defesa da NIP, nas rodadas posteriores a sua estratégia de dronagem e depois rush se mostrou pouco eficiente, considerando o tamanho do mapa, além de que a NIP vem adotando um defesa mais ancorada e mesmo os fraggers ficam mais fixos esperando o ataque chegar os eliminando ou gastando tempo somando ao ótimo trabalho de refrag, a INTZ so conseguia ir para os bomb nos minutos finais sempre na desvantagem, assim a NIP partia para o ataque com o placar extremamente a favor de 5X1.
No ataque a NIP tem um pouco de dificuldade no 7º round, mas Julio como um lindo 3k de pistola garante o Match Point, fechando o jogo Pyscho mostra oque e um trabalho de Blitz, empurrando os jogadores da INTZ para o Bomb e protegendo o Kamikaze enquanto fazia o plant da Sala de CCTV e deixando para Julio finalizar os dois últimos jogadores garantindo o round e garantindo a liderança nessa rodada. 

De virada Faze protege o segundo lugar.

O segundo game e entre Faze Clã que empatou recentemente contra a INTZ na 6º rodada e Immortals que mostrou um ótimo jogo na Terça Feira pela escalada reversa no Brasileirão de Rainbow Six 2019, mesmo perdendo sua primeira rodada para INTZ no jogo contra a paiN e ganhou os dois mapa por 7X5 e 7X2, mesmo com baixo rendimento na PL esperávamos que como a vitória trairia novos ares e voltasse a IMT da 9º temporada.  

Consulado foi o mapa desse jogo, um mapa cheio de rotações aonde ambos os time tem um pouco de experiência, mas pode favorecer a IMT como sua forte defesa, prova disso foi que no único confronto entre IMT e Faze nesse mapa, os Immortais levaram a melhor. 

E a primeira metade do jogo foi uma surpresa, pois, a IMT mostrou uma defesa muito bem trabalhando como intel e refrag dando trabalho para o time da Faze, que conquistou os rounds aonde a IMT não trabalhava muito como informação dos drones, assim a IMT vai para defesa empatada em 3X3 surpreendendo.
Na virada de lado a IMT ainda consegue segurar um ponto, mas a Faze mostra todo trabalho de equipe, a IMT resiste até sempre eliminando alguns jogadores da Faze mas a mira dos Camisa Vermelha estava mais afiada com isso revertendo o jogo ao seu favor, segurando a 2º posição na tabela.

O retorno dos Meninos de Ouro

No penúltimo jogo os Goldens Boys buscavam se recuperar das 3 derrotas em busca de entrar novamente no G4, enquanto a ReD DevilS se esforçam para se aproximar da IMT e sair da zona de rebaixamento de uma vez, com isso era uma partida importante para ambos  poderem respirar nas próximas rodadas. 

O mapa Consulado foi escolhido novamente, a T1 ainda não teve tempo de mostrar muito das suas estratégias, tendo joga apenas um jogo contra a Liquid, a RD não vem tendo um bom aproveitamento, mesmo vindo de um empate com a IMT, os números não favorecem um vitória para a RD. 

O primeiro tempo foi muito equilibrado enquanto de um lado tínhamos cypriSs inspirado fazendo kills sensacionais com um avança e controle de mapa excepcional da RD, no outro mesmo como Reduct um pouco afobado morrendo quase que sempre no início da rodada, os Golden Boys mostravam muita calma , com um magnífico trabalho de rotação e noção de mapa mesmo quando a RD ganhava muita vantagem, com isso a T1 passava para o ataque com um empate de 3X3.
No 7º e 8º rounds o equilíbrio entre os times se manteve, mas após isso a T1 volta para o jogo no 10º rodada após repetir o avanço pelos Vistos, onde foram counterados pelo RD na 8º rodada, mas dessa vez com um rush e plant rápido do Reduct e o ótimo cover do rhZ garantem o Match Point, no round 11 a RD arriscou de qualquer maneira para buscar o 5 ponto para tentar chegar a um empate, mas a T1 estava atenta e eliminou rapidamente os pick garantindo os 3 ponto ficando no aguardo do resultado entra Liquid e BD para sabe ser irá entrar novamente no G4. 

Luta pelo G4

Fechando o meio da temporada o encontra de duas das organizações mais antigas do cenário LATAM, Team Liquid e Black Dragons eram os últimos times a disputar para definir quem ficaria no G4 nessa rodada, ambos os times vem tendo um aproveitamento regular nessa temporada da PL. 

O mapa para fechar a noite foi Club, um mapa que se mostra um verdadeiro coringa aonde já vimos muitas viradas, principalmente durante a mudança de ataque para a defesa, favorecendo a defesa avançada e ofensiva, enquanto cobra um bom trabalha de clear do ataque, ambos os time tem quase o mesmo aproveitamento nesse mapa, mas com a situação atual do times o jogo se torna muito imprevisível.

 O jogo inicia muito bem para BD que consegue fazer uma defesa muito consistente defendendo os bombs, mesmo a Liquid marcando dois pontos sendo o último de puro demérito da BD como dois TK entre pzd e Hugzord e em sequência Gdn “devolve o TK” eliminando pzd, facilitando para Liquid fechar a rodada de ataque, com o placar a favor da BD de 4X2 os Cavalinhos teriam que fazer uma defesa perfeita para terem possibilidade de vitória.
Na defesa a Liquid consegue voltar para o jogo usado de uma defesa mais pensada e ancorada nos bombs, usando de rotações para fazer as Guns Fight com a BD o mais safe possível, mesmo como tudo isso no 11º round, que foi um teste para cardíaco para os torcedores do Azulões, o muringa relembrando os velhos tempos de “rei do clutchconsegue eliminar como último jogador, 4 jogadores da BD, mas acaba sendo parado pelo Hugzord que abre o Match Point para a BD, mas isso não foi o suficiente para assustar a Liquid que se recuperar e empata o jogo. 

Com isso a tabela sofre poucas modificações como a T1 indo para 5 empatada como a Liquid:

E os destaques ficam para Julio, MAV, Rhz e Nesk.

Para mais notícias sobre R6, acesse nosso portal.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner