Devido a pandemia do novo Coronavírus, Riot Games confirmou nessa quinta-feira (23) que teremos mudanças drásticas no MSI e no Mundial de 2020.

A desenvolvedora do League Of Legends, Riot Games acaba de anunciar que o Mid-Season Invitation de 2020 (MSI) foi cancelado devido ao coronavírus e temos também mudanças na configuração do Mundial, caso ele aconteça.

O MSI estava marcado para os dias 3 e 19 de julho, essa data foi a nova já que a Riot tinha decidido adiar a competição, que tinha como primeira data oficial para maio.

Veja mais –

Segundo o novo pronunciamento da Riot Games –

 “nos últimos meses, exploramos várias opções sobre como realizar o MSI. Infelizmente, nenhuma das alternativas se mostrou suficiente para a organização de um torneio digno de nosso esporte e de nossos jogadores”.

Segunda a Riot o segundo split das competições não sofrerá mudanças e voltará a ser disputado normalmente. A desenvolvedora disse que tal decisão foi muito bem aceita pelos jogadores.

Após o cancelamento do MSI muita coisa mudou já que o torneio influencia nas posições de vagas do Mundial e nas classificações.


Confira as mudanças:

  • China (LPL) e Europa (LEC) receberão quatro vagas (uma à mais que o normal) “pois representam as regiões mais fortes do mundo com base no desempenho em eventos internacionais nos últimos dois anos”.
  • A região vietnamita (VCS) receberá mais uma vaga, totalizando em duas, “pois eles são historicamente a região mais forte das que costumam receber somente uma vaga, e eles receberam essa cabeça-de-chave nos últimos dois anos”.

Veja abaixo como será feita a distribuição de vagas:

  • LPL e LEC: 4 equipes cada.
  • LCK e LCS: 3 equipes cada.
  • PCS e VCS: 2 equipes cada.
  • CBLoL, TCL, LJL, LLA, OPL e LCL: 1 equipe cada.

A Riot ainda não definiu como será definido o time que ficará com a quarta vaga, destinada à LEC e LPL.

Sendo assim, as equipes campeãs do primeiro split das 12 ligas regionais não disputarão um torneio internacional.

Siga o Uailistar nas redes sociais para mais notícias – Facebook

Comentar via Facebook