Riot Games divulga lista de ações para combater a cultura machista na empresa

Nos últimos dias a Riot Games se deparou com várias denuncias á respeito do ambiente de trabalho dentro dos seus escritórios. Foram vários relatos de mulheres que passaram por situações de machismo e sexismo dentro da empresa. A empresa então decidiu se pronunciar e anunciou que tomará várias medidas para coibir tais comportamentos dentro da Riot Games, a empresa por trás do League Of Legends.

A Riot então divulgou em seu site um anuncio onde descreve os sete passos para a mudança de comportamento dentro da empresa. Segunda a desenvolvedora após o relatos ele se manteve reclusa por três semanas para observar tudo o que acontecia nos seus corredores pegando feedbacks de funcionários e analisando tudo.

Os sete passos da Riot Games

1° passo – A primeira etapa se consiste em expandir a cultura e a iniciativa de diversidade e inclusão em seu quadro de funcionários. Um time foi montado para liderar a evolução cultural nesse sentido.

2° passo – Redefinir os significados das palavras e expressões que estão presentes na cultura da empresa, palavras como, “gamer” e “meritocracia”. Com essa medida a Riot vai se assegurar que todos estão falando a mesma língua ao usar esses termos.

3° Passo – Todas essas mudanças vão passar por avaliações de desempenho, a Riot não quer ser apenas uma boa empresa mas sim uma líder em diversidade e inclusão social.

4° Passo – Foi criado uma linha telefônica onde os Rioters poderão denunciar qualquer problema dentro da empresa anonimamente. Isso vai contribuir para a Riot investigar tudo o que acontece dentro de suas dependências. Ainda no 4° passo a Riot contratou advogados de fora da empresa para agir contra esse tipo de questão, e casos específicos estão sendo resolvidos.

5° passo – A quinta etapa é reavaliar todo o processo de recrutamento da Riot, incluindo contratar pessoas de universidades e grupos demográficos diferentes.

6° Passo – A Riot vai reforçar todo treinamento contra preconceito.Treinamentos que eram exclusivos para diretores agora serão passados aos rioters como de gerenciamento de pessoas, treinamento de entrevistas e outros.

7° Passo – Contratar um novo chefe de Recursos Humanos para gerenciar todas essas mudanças e acelerar esse processo de mudança cultura dentro da Riot. Esse chefe de RH vai fazer parte do time executivo da Riot junto com CEO, Presidente e o COO da empresa.

Em suas considerações finais a empresa diz que a Riot deveria ser o lugar para os melhores talentos na área de games e que eles falharam nesse ponto. A empresa sabe que não é uma tarefa fácil mas eles nunca desistiram de um desafio e não vai ser agora que isso vai acontecer.

A carta ainda inclui pedidos de desculpa a funcionários, ex-funcionários, jogadores, parceiros comerciais e pessoas que consideram uma carreira na Riot.

Para mais notícias sobre League of Legends ou outros e-sports acesse nosso portal e nosso canal no youtube.

Comentar via Facebook
Betway Brazil Esports Image Banner